Afinal, Querosene serve para limpar os bicos injetores? (Mito ou verdade?)

Limpar os bicos injetores do carro com querosene tem se tornado cada vez mais frequente, mas afinal, a “lenda” de que misturar querosene ao combustível ajuda a limpar os bicos de verdade?

Após a chegada dos motores flex e os problemas de excesso de carbonização e pré-ignição causados pela diferença na taxa de compressão ideal para o etanol e a gasolina – muitas vezes ocasionados pela má qualidade do combustível – o assunto voltou a tona com força máxima.

Foto Reprodução

De acordo com José D’Elia da revista Quatro Rodas, apesar do querosene ser um subproduto do petróleo, não há registro de experimentos controlados que indiquem limpeza dos bicos injetores ou outro benefício por meio da adição de querosene ao álcool ou à gasolina, segundo o especialista, o sistema flex não está preparado para identificar e fazer os ajustes necessários a uma mistura que inclua querosene e, com isso, o motor perde desempenho. Ainda segundo José D’Elia, não é recomendável adotar essa prática em qualquer porcentagem.

Eu mesmo já fiz o teste duas vezes em meu VW Gol G4, assim como todos os demais que se aventuraram (Deixei o carro com combustível na reserva, coloquei 1 litro de querosene no tanque e rodei em pista reta por 10 minutos, em seguida, parei no Posto de Gasolina e abasteci) um ano depois o falhamento voltou, com força total, fiz o mesmo procedimento e pronto, o “carango” ficou zerado. Vale destacar quem nem sempre um falhamento pode ser sujeira nos bicos, no meu caso era, e a limpeza com querosene funcionou perfeitamente.