Gol BX com motor boxer Subaru de 200 cv é colocado à venda por preço inacreditável

Imagine um Gol BX 1983 com o motor EJ18, flat-four de 1,8 litro que foi usado no Subaru Impreza entre 1992 a 1996. Originalmente, são 103 cv a 5.600 rpm e 15 mkgf de torque a 4.400 rpm. E já seria bem interessante ter esta potência em um Gol BX – carro que, na época do lançamento, foi elogiado por seu comportamento dinâmico, mas deixou a desejar no desempenho do motor. Pudera: parecidíssimo com o motor do Fusca, o boxer de 1,6 litro com dois carburadores entregava apenas 51 cv. A ideia de ter um Gol clássico com o dobro da potência e o ronco característico dos boxer já nos soaria bem apetitosa, acredite, ele existe e está à venda.

dsc05134-620x465 golej18-620x349

Mas aí é que está: não estamos falando de apenas 103 cv. O motor recebeu diversos componentes do motor EJ25, de 2,5 litros, do Impreza WRX 2009. Estamos falando de diversos periféricos como velas, bobinas, cabos e, claro, do turbocompressor. A potência não foi aferida, mas Pedro Brocchi, proprietário do veículo, acredita que o motor agora renda cerca de 200 cv. O câmbio e a embreagem são os originais do Gol, enquanto o sistema de suspensão teve molas e amortecedores recalibrados para readequar-se à nova distribuição de peso e ao novo padrão de desempenho.

dsc05133-620x465

Visualmente, Pedro o caracterizou de forma ligeiramente sleeper. Fora os pneus e rodas maiores (adotadas para acomodar o conjunto de freios a disco usado no Gol atual), nada do lado de fora denuncia o transplante de coração ao qual o carro foi submetido.

dsc05132-620x465

Por dentro, algumas mudanças sutis foram feitas. O VW agora tem bancos Recaro do Gol GTi e todo o revestimento interno foi refeito. A parte superior do painel veio de um Porsche 914 – Pedro e seu pai têm um exemplar do 914/6 equipado com um motor Subaru EZ30, de seis cilindros, que usam em competições. Olha só:

O volante veio do Passat TS, enquanto um console central de metal feito sob medida abriga mostradores extras e dentro do porta-luvas fica o painel do módulo de injeção Pandoo.

dsc05138-620x465

De acordo com Pedro, a estrutura do carro recebeu algumas modificações para receber o novo motor. Para evitar a torção da carroceria, foram instaladas barras entre as torres dianteiras e traseiras, e o túnel de transmissão foi reforçado com chapas extras. A suspensão recebeu suportes feitos sob medida para os coxins originais Subaru, e o câmbio precisou ser deslocado cerca de 2 cm para trás.

dsc05141-620x465

Mecanicamente o carro está em ordem e a estrutura está totalmente íntegra – aliás, funilaria e pintura também foram refeitos. O dono também diz que toda a documentação está regularizada, e que o motor está cadastrado no documento. É só pegar e andar.

dsc05145

O valor pedido é de R$ 50 mil. Mesmo considerando o alto nível do projeto, Pedro diz que sabe que é um valor alto e aceita negociações. Se você se interessou, pode entrar em contato pelo celular (19) 98780-8680. (Fonte: FlatOut)

COMPARTILHAR