A inacreditável história de 100 carros (raros e valiosos) que ficaram abandonados por 4 décadas!

Essa foi a maior descoberta de barn finds da atualidade. O grande achado são nada menos que 60 carros raríssimos, intocados por 50 anos. A coleção foi de Roger Baillon, um magnata francês do ramo de transportes na década de 60. Baillon ganhou muito dinheiro com a produção de caminhões no período pós-guerra – e que forma melhor de gastar a grana do que comprar carros raríssimos?

Foram mais de 160 automóveis comprados pelo empresário entre 1950 e 1960. Muitos deles, depois de adquiridos, ficaram guardados em galpões e estacionamentos cobertos aguardando a organização de um museu planejado por Baillon – algo que nunca aconteceu.

1438202994260

Durante a década de 70, a empresa do magnata francês passou por dificuldades financeiras e acabou forçando Baillon a vender 60 carros da coleção, dos 100 que restaram apenas 60 exemplares que ficaram em uma propriedade rural na França, comprada pelo empresário justamente com a finalidade de construir o museu foram avaliados em condições de serem recuperados.

07194905571233

07194854214229

Entre os modelos abandonados estava um exemplar extremamente raro da Ferrari 250 GT SWB California Spyder – aquela que aparece em “Curtindo a Vida Adoidado” –, vendida recentemente em um leilão por 16 milhões de dólares. O detalhe: o veículo foi para o leilão no mesmo estado em que foi encontrado – super empoeirado, depois de anos largado embaixo de pilhas de revistas.

07194842810223

07194838380221 07194905961235

Outros achados da Coleção Baillon quebraram recordes de valor no leilão – que angariou um total de US$ 28,5 milhões. Diversos deles eram exemplares de edições limitadíssimas de carros extremamente raros – como os Talbot-Lago T26 e alguns Bugattis da década de 30, avaliados em vários milhões de dólares.

COMPARTILHAR