Top 10: carros turbinados que já foram fabricados no Brasil

Recentemente a Volkswagen chamou a atenção com o lançamento do up! TSI, o primeiro carro fabricado no Brasil equipado com um motor de três cilindros flex dotado de turbocompressor, injeção direta de combustível e intercooler. Embora o compacto esbanje um desempenho superior ao de muitos modelos maiores e mais potentes, a sua principal proposta é a eficiência, diferentemente dos primeiros modelos turbinados produzidos no mercado nacional, que prezavam exclusivamente pela esportividade.

Conheça na galeria abaixo os primeiros carros turbo fabricados em série no Brasil:

BR-1994-Uno-Turbo-ie-740x400Fiat Uno Turbo: O primeiro carro turbinado produzido em série no Brasil era uma versão apimentada do Uno, lançada em 1994. O compacto era equipado com um motor importado da Itália de 1.4 litro turbo que gerava 118 cv de potência e 17,5 kgfm de torque.

Fiat-Tempra-Turbo-2-740x400
Fiat Tempra Turbo: Embalada com o lançamento do Uno Turbo, a Fiat apresentou ainda em 1994 a versão esportiva do então desejado Tempra. O modelo levava sob o capô um motor de 2.0 litros turbo de 165 cv de potência e 26,5 kgfm de torque. Segundo os dados de fábrica, o sedã médio acelerava de 0 a 100 km/h em 8,2 segundos e atingia os 220 km/h de velocidade máxima.”

MT-740x400Fiat Marea Turbo: Em 1998 a Fiat apresentava o Marea, que substituía o Tempra, descontinuado no ano anterior. Produzido nas configurações sedã e perua, o novo médio da marca italiana inovava ao estrear no mercado nacional um motor de cinco cilindros de 2.0 litros de 142 cv de potência. Para atender aos fãs do Tempra Turbo, o Marea ganhou uma versão cujo motor era dotado de uma turbina, intercooler, entre outras melhorias, que elevavam a potência para 180 cv e o torque atingia os 27,6 kgfm. O modelo atingia os 100 km/h em 7,9 segundos aos 223 km/h de velocidade máxima.

gti-740x400 Volkswagen Golf GTI: Em 1999 a Volkswagen deu início à produção da quarta geração do Golf em São José dos Pinhais (PR). Além das versões convencionais, equipadas com motores aspirados de 1.6 e 2.0 litros, o hatch médio contava também com a variante esportiva GTI, que levava sob o capô o bloco de 1.8 litro turbo de 150 cv de potência. Graças às melhorias promovidas pela fabricante, esse propulsor ganhou dois aumentos de potência: chegava a 180 cv em 2002 e 192 cv em 2008.

Audi-A3_5-door-1999-1600-03-740x400Audi A3 1.8T: Assim como o Golf, com quem compartilhava a plataforma e diversos componentes, a primeira geração do Audi A3 também foi produzida na fábrica paranaense. O modelo foi o primeiro hatch premium fabricado no país e utilizava a mesma motorização do primo da Volkswagen.

golparati-680x400 Volkswagen Gol e Parati Turbo: Em 2000, foi a vez do Gol e da Parati ganharem uma motorização turbo. Totalmente desenvolvido no Brasil, o propulsor era baseado no bloco de 1.0 litro de 16 válvulas que estreou em 1997 na versão de quatro portas do hatch (ainda na segunda geração). A potência era de 112 cv e o torque chegava a 15,8 kgfm.

puntolinea-680x400Fiat Linea e Punto T-Jet: Dois anos depois de encerrar a produção do Marea Turbo, em 2006, a Fiat lançava no mercado brasileiro o Linea T-Jet. O sedã era equipado com um bloco de 1.4 litro turbo de 152 cv e 21 kgfm de torque importado da Itália. No ano seguinte foi a vez do hatch Punto ganhar uma versão dotada desse propulsor, porém com uma proposta visual voltada à esportividade. Por conta da baixa demanda, o Linea T-Jet durou apenas até 2012, enquanto o Punto T-Jet é comercializado até hoje.

DSC04307-740x400

Fiat Bravo T-Jet: Lançado no Brasil em 2011, o hatch médio também possui uma versão T-Jet. O motor é o mesmo 1.4 turbo de 152 cv do Punto.

SONY DSC

BMW Série 3 Active Flex: No final de 2013, a BMW começou a vender no Brasil o primeiro carro equipado com motor dotado de turbo, injeção direta e tecnologia bicombustível do mundo. As primeiras unidades do 320i Active Flex foram importadas da Áustria até o início da produção da versão nacional, em 2014. O motor de quatro cilindros de 2.0 litros do sedã gera 184 cv de potência e 27,5 kgfm de torque na configuração 320i, enquanto a 328i entrega 245 cv e 35,7 kgfm.

IMG_6075-680x400
Peugeot 2008 Griffe THP: A versão topo de gama do recém-lançado Peugeot 2008 é o primeiro SUV produzido no Brasil a oferecer motorização flex com turbocompressor. O propulsor do crossover é o bloco de 1.6 litro THP, capaz de desenvolver 165 cv com gasolina e 173 cv quando abastecido com etanol – o torque é de 25,5 kgfm com qualquer um dos combustíveis.

Fonte: CarSale

COMPARTILHAR