Vespa volta a ser vendida no Brasil com preço absurdamente alto; confira

A Vespa anunciou nesta segunda-feira (10) os preços de 2 de seus scooter no Brasil, em seu retorno ao mercado. A princípio, somente o modelo Primavera 125 e uma série limitada da Primavera 150 poderão ser reservadas pelo site da empresa a partir desta terça-feira (11).

serie_historica_02
Primavera Série Histórica

PREÇOS
Primavera Série Histórica (150 cc): R$ 27.930
Primavera 125 cc: R$ 22.890

Os interessados poderão fazer a reserva e a compra diretamente no site da Vespa Brasil, com entrega para qualquer lugar do país. Dando entrada de 30% do valor, o restante pode ser quitado em até 36 parcelas, informou a empresa.

Durante o anúncio de seu retorno ao Brasil, a Vespa deixou claro o objetivo de posicionar a marca em um segmento premium entre os scooters. E os preços reforçaram isso. Custando mais de R$ 20 mil, as “vespinhas” estão muita mais caras que modelos similares.

serie_historica_06
Primavera Série Histórica

O líder do mercado de scooters, Honda PCX 150, é vendida por a partir de R$ 10.300, enquanto oYamaha NMax 160 custa R$ 11.690. Ainda existem modelo mais baratos, como o Honda Lead (R$ 7.290), Yamaha Neo (R$ 7.990) e Suzuki Burgman i (R$ 9.490).

Já a Dafra aposta também em um visual retrô, como faz a Vespa, com o SYM Fiddle III, vendido por R$ 11.390, além do Dafra Cityclass 200i (R$ 10.990).

Assim, a Vespas chegam com preço de uma faixa de cilindrada superior, como o Honda SH 300i (R$ 23.590).

Edição limitada
As unidades da Primavera Série Histórica serão numeradas de 0001 a 1000, e os compradores também receberão uma placa com seu nome e o número.

O modelo comemorativo é baseado na Primavera, com motor 150 cc de injeção eletrônica, e tem as cores da bandeira da Itália ao lado da marca, além da placa numerado com a bandeira do Brasil.

Outros modelos
Os preços dos demais modelos serão divulgados em 22 de outubro, quando as primeiras lojas entram em operação em São Paulo (Shopping JK Iguatemi) e Campinas (Shopping Iguatemi).

O retorno da tradicional montadora italiana foi feita em parceria com o grupo de investimento Asset Becley. A última vez que a Vespa chegou a ser vendida oficialmente no país foi na década de 80, em parceria com a Caloi, que montava os veículos.

Por: MundoFixa.com (Com informações do AutoEsporte) Fotos divulgação

COMPARTILHAR