8 filmes brutais sobre carros para você assistir ainda hoje

127

Anda com tempo livre nessa quarentena? Então a hora é agora de acompanhar filmes épicos sobre carros, são produções fenomenais que exalam gasolina e borracha queimada. Separamos minuciosamente para você 8 filmes sobre carros:

Bullit

O clássico filme de 1968 – tem só no Google Play para compra ou aluguel – traz a que é considerada a melhor sequência de perseguição entre carros da história do cinema. São 10 minutos e 53 segundos de pega de tirar o fôlego entre um Dodge Charger R/T e um Ford Mustang GT 390 pelas ruas e ladeiras da cidade californiana de San Francisco.

Com direção de Peter Yates, o filme traz o policial Frank Bullit (Steve McQueen) investigando uma tentativa de queima de arquivo. E é McQueen quem “persegue” o assassino a bordo do Mustang preto – o ator dividiu o volante com o piloto de Hollywood, Bud Ekins.

Os bastidores da perseguição renderiam um filme à parte. Foram três semanas para registrar as cenas, com dois Mustang e dois Charger. Porém, só um exemplar do esportivo da Ford saiu inteiro – e foi leiloado recentemente, em janeiro de 2020, por US$ 3,4 milhões. E preste atenção no take em que o Mustang derrapa em uma curva. Não estava no roteiro. McQueen errou na curva mesmo.

Em Ritmo de Fuga

O filme de Edgar Wright não se destaca apenas pelas cenas incríveis de perseguição. Trilha sonora e roteiro também empolgam neste longa-metragem de ação – disponível no Google Play Filmes para aluguel por streaming e no Telecine Play.

A produção conta a história de Baby (vivido por Ansel Elgort), um jovem e talentoso motorista especialista em fugas criminosas – feitas sempre ao som de músicas que ele escuta em seus fones enquanto dirige. Depois de conhecer a garota de seus sonhos (Lily James), ele decide abandonar a vida de crimes.

Aí, é aquela história: o cara quer virar bonzinho e tem sempre um vilão para atazanar. Baby é coagido a trabalhar para um criminoso misterioso (Kevin Spacey), o que pode por todas suas “boas intenções” escorrerem pelo ralo.

Rush – No Limite da Emoção

Para quem tem saudades da Fórmula 1 raiz, Rush é tão imperdível quanto foi a temporada de 1976 da categoria automobilística. Dirigido por Ron Howard, o filme mostra o início da rivalidade entre dois dos principais pilotos da época: o austríaco Niki Lauda (Daniel Brühl) e o britânico James Hunt (Chris Hemsworth).

Com estilos bem distintos – um metódico e focado Lauda versus um despojado e audacioso Hunt -, a disputa tem seu auge em 1976, ano do trágico acidente que quase tirou a vida do austríaco. No longa-metragem, as cenas de corridas e dos acidentes chamam a atenção, apesar de o roteiro deixar a desejar.

A atuação da dupla também merece aplausos. Especialmente para Daniel Brühl (de Adeus, Lênin e Bastardos Inglórios), que ganhou um Globo de Ouro de Melhor Ator Coadjuvante pela interpretação impecável. Rush está no Amazon Prime e no Telecine Play.

Ford vs Ferrari

O drama biográfico dirigido por James Mongold conta o início da Ford no mundo das competições. O filme se passa nos anos 1960, quando a Ferrari dominava a tradicional 24 Horas de Le Mans. Depois da recusa de Enzo Ferrari em vender o fabricante – principalmente a divisão de competições -, a marca norte-americana resolve entrar no ramo das corridas em busca do glamour da montadora italiana.

Para tal, Henry Ford II não brinca em serviço: em 1966, escala ninguém menos que o ex-piloto e projetista Carroll Shelby (Matt Damon) para tocar a empreitada, juntamente com o piloto e engenheiro britânico Ken Miles (Christian Bale). Os dois têm a missão de construir o Ford GT40, um carro de corrida com potencial para acabar com a supremacia da Ferrari em Le Mans.

Além das cenas de velocidade, o longa-metragem merece aplausos pelo conjunto da obra. Tanto que foi indicado para quatro Oscar em 2020 (incluindo Melhor Filme), e levou dois: Montagem e Efeitos Sonoros. Sem falar no Globo de Ouro de Melhor Ator concedido a Christian Bale. Ford vs Ferrari está disponível para locação no Now, Apple TV e no Google Play para locação virtual.

Velozes e Furiosos

A franquia já deu… mas continua a render: o nono filme da série ia estrear esse ano, e só foi adiado devido à epidemia do coronavírus. Todos os longa-metragens estão disponíveis em diversas plataformas e são diversão garantida para quem gosta de carros preparados e cenas de perseguição inverossímeis.

Os fãs da franquia, contudo, consideram o primeiro Velozes e Furiosos o melhor. O longa conta a história das corridas ilegais de rua em Los Angeles, quando o policial Brian O’Conner (Paul Walker) se infiltra no meio para prender geral.

Só que ele é fascinado em carros e ainda se apaixona por Mia Toretto (Jordana Brewster) – que vem a ser irmã de Dominic Toretto (Vin Diesel), o maioral das corridas. O careca fortão, que não é bobo nem nada, traz o policial para sua gangue e… haja borracha queimada no asfalto. Só o oitavo está disponível na Netflix

Uma Corrida de Loucos

O título em português não ajuda muito. Mas a comédia de 1976 dirigida por Charles Bail mostra uma inusitada corrida subterrânea de costa a costa nos Estados Unidos. Organizada por um bilionário fabricante de chicletes – daí o nome original The Gumball Rally – vivido por Michael Sarrazin, a prova parte da Quinta Avenida, em Nova York, e vai até Long Beach, Califórnia.

O magnata chama sua turma de pilotos para a intrépida competição subterrânea. Entre cenas cômicas, um desfile de carros clássicos capaz de levar qualquer antigomobilista ao delírio: AC Cobra, Ferrari Daytona, Mercedes Benz 300 SL, Rolls-Royce Silver Shadow, Chevrolet Camaro Z-28, Porsche 911, Jaguar E-Type ou Chevrolet Corvette. Disponível na Netflix.

60 Segundos

Outro Mustang que arranca suspiros está nesta produção de Dominic Sena. Em 60 Segundos, a estrela é Eleanor, um Shelby GT500 1967 que faz parte de uma lista de 50 carros que Randall “Memphis” Raines (Nicolas Cage) tem que roubar em uma única noite.

Pois é, o cara é um famoso ladrão de carros que por anos enganou a polícia, mas que já tinha resolvido se aposentar. Aí vem o irmão caçula para acabar com a tranquilidade do sujeito. Para salvar a vida dele, Randall tem que surrupiar os veículos em pouco tempo.

Os coadjuvantes de Eleanor não ficam atrás. Tem Porsche 356 Speedster 1961, Bentley Continental GT 1964, Aston Martin DB7 1999, Cadillac Eldorado 1959, Chevrolet Camaro Z28 1969, Corvette Stingray 1967, De Tomaso Pantera 1971, Dodge Viper GTS 1998, Lamborghini Diablo 1990, Plymouth Barracuda 1971, Toyota Supra 1998, entre outros. Para quem curte Ferrari, tem 355 F1, 550 Maranello e Testarossa 1987.

Rápidos e Perigosos

Advinhe qual é o carro principal deste filme norueguês? Ganha uma mariola quem respondeu Mustang. No longa-metragem dirigido por Hallvard Bræin, Roy (Anders Baasmo Christiansen) é um homem louco por carros e que alimenta uma paixão pelo seu Mustang amarelo.

Como vive longe de sua filha, ele a aguarda para as férias. Só que acaba indo assistir a uma disputa de carros, onde é desafiado para uma prova de rua ilegal por um de seus maiores desafetos.A comédia gira em torno do dilema entre ficar com a sua filha ou percorrer a corrida por toda a Noruega. Disponível na Amazon Prime.

Fonte: Webmotors