A mais brutal das picapes? Conheça a F250 XLT mais Top da atualidade (13 fotos)

463

Lançada no ano de 1998, a Ford F250 foi projetada para ser a sucessora da popular caminhonete Full-Size da Ford, a F-1000. Sua chegada ao mercado foi uma resposta direta à concorrente Chevrolet Silverado, consolidando-se como uma opção robusta e poderosa no segmento das picapes.

No seu ano de estreia, a F250 oferecia duas opções de motores. Uma delas era um potente motor Cummins Turbo Diesel de 4 cilindros em linha, com injeção mecânica, que entregava uma potência de 145 cavalos. A segunda opção era um motor Ford a gasolina de 6 cilindros em V, com injeção eletrônica, capaz de gerar uma potência de 205 cavalos. Essas opções de motorização permitiam que os consumidores escolhessem o modelo que melhor se adequasse às suas necessidades e preferências.

A F250 estava disponível em diferentes versões, cada uma com características específicas. A versão Super Duty era direcionada principalmente para empresas e frotas governamentais, oferecendo recursos adicionais de capacidade de carga e resistência. Além disso, havia as versões XL e XLT, que atraíam os consumidores com suas opções de acabamento e comodidades internas.

Curiosamente, no ano de 2005, algumas unidades da versão XLT foram produzidas com rodas de liga leve com o mesmo design dos modelos fabricados entre 2000 e 2002. Essa peculiaridade adicionava um toque nostálgico às picapes e certamente chamava a atenção dos aficionados por carros.

Após seis anos de sucesso no mercado brasileiro, a Ford decidiu encerrar a produção da série F no país em 2011, com o anúncio oficial feito no início de 2012. Essa decisão foi motivada, em parte, pelo lançamento da nova geração da Ford Ranger, programada para o segundo semestre de 2012. A chegada da nova Ranger representava uma estratégia da Ford para oferecer uma opção mais atualizada e adequada às demandas do mercado brasileiro.

Recentemente, o caçador de raridades Reginaldo de Campinas teve a sorte de encontrar um exemplar impecável da Ford F250 XLT do ano 2005. Embora não esteja disponível para venda, essa picape está em um estado de conservação excepcional, tornando-se um verdadeiro item de colecionador. Você pode conferir a beleza desse veículo nas imagens abaixo, destacando-se como uma peça única e valiosa para os entusiastas de automóveis.

O caçador de raridades Reginaldo de Campinas encontrou há pouco tempo um exemplar impecável da XLT ano 2005, vale destacar que apesar de não está disponível para a venda, a picape está em estado impecável, um verdadeiro item de colecionador / Foto reprodução / Reginaldo de Campinas
Ela foi disponibilizada nas versões Super Duty (voltada para empresas e frotas governamentais), XL, e XLT. / Foto reprodução / Reginaldo de Campinas
Algumas unidades no ano de 2005, curiosamente, saíram com as rodas de liga leve na versão XLT com o mesmo desenho do modelo 2000 a 2002. / Foto reprodução / Reginaldo de Campinas
Após mais 6 anos no mercado, em 2012, sendo que as últimas unidades foram produzidas em 2011, a Ford decidiu então que era o fim da série F (pelo menos no Brasil).  / Foto reprodução / Reginaldo de Campinas
O anúncio da saída de linha só foi no início de 2012 para não interferir nas vendas das unidades remanescentes / Foto reprodução / Reginaldo de Campinas
Foto reprodução / Reginaldo de Campinas
Foto reprodução / Reginaldo de Campinas
Foto reprodução / Reginaldo de Campinas
Foto reprodução / Reginaldo de Campinas
Foto reprodução / Reginaldo de Campinas
Foto reprodução / Reginaldo de Campinas
Foto reprodução / Reginaldo de Campinas
Lançada no ano de 1998 para ser a sucessora da Ford F-1000, até então a caminhonete Full-Size da Ford, em resposta à Chevrolet Silverado, a F250 veio com duas opções de motores no seu ano de estreia, sendo um deles um Cummins Turbo Diesel 4 cilindros em linha, injeção mecânica (3.9L – 145 CV) e outro Ford gasolina 6 cilindros em V, injeção eletrônica (4.2L – 205 CV).  Foto reprodução / Reginaldo de Campinas

Fontes: Reginal de Campinas e Wikipedia

Quer saber mais sobre carros e acompanhar todas as novidades do Universo Automotivo? Então segue a gente no Google News!

Google News