Brasileiro transforma “Gol Bola” em raríssima versão “Harlequin”

Não, não é o carro do Patati e Patatá, também não é carro de desmanche nem da companhia de gás. O Harlequin não é invenção da cabeça de alguém, a Volkswagen realmente fabricou carros coloridos, o Polo e o Golf MK3. Informações sobre esses carros você encontra aos montes na internet, mas o que um Gol “bolinha” tem a ver com isso? Quando Cicero Simon colocou suas mãos no Gol que era do seu pai, foi instalado um kit de suspensão a ar e rodas aro 18″. Mas foi por causa de uma foto de um carro todo colorido que esta história começou.

Foto reprodução/FullPower
Foto reprodução/FullPower

“Aquele dia pesquisei de todas as formas no Google e coloquei carros coloridos e então achei do que se tratava, o Golf Harlequin. Me apaixonei na hora”, lembra Cicero. O que também aumentou sua paixão (e o ajudou a pesquisar) foi a FULLPOWER 146 que estampou um Harlequin na capa. “Depois de conversar bastante com Henry Rovera (dono daquele Golf) e com outros gringos donos de Harlequins, fui criando coragem para fazer a modificação”, conta.

Foto reprodução/FullPower

Durante essa pesquisa, Cicero achou uma edição especial do Gol bola que foi lançada na Argentina. O Gol Top, que seguia a receita dos Harlequin só que com a carroceria duas portas. Foi essa a motivação final para começar a montagem do carro. Com todos os códigos das tintas na mão, começou a pintura. Cicero optou por fazer a base Verde Pistachio. As rodas escolhidas foram as KRMai K56 (réplicas da Borbet A) aro 17″x 8,5″.

Foto reprodução/FullPower

A suspensão foi mantida e só recebeu uma modificação nos amortecedores para ficar mais suave. ” O carro ficou bastante confortável, se comporta como o sistema de um carro original, vou pra lugares longes sem preocupações”, conta. As lanternas traseiras também foram um achado, são originais da versão Top e vieram da Argentina. “Essa lanterna é mosca branca até lá fora”. Outro detalhe legal do carro é o volante da Lotse, feito em poucas unidades para quem quer montar um Harlequin no Brasil, ele tem as cores inspiradas no cobiçado Momo Benetton.

Foto reprodução/FullPower
Foto reprodução/FullPower

“Antes de começar o projeto Harlequin a maioria dos meus amigos questionaram dizendo: ‘Nossa que loucura, você vai se arrepender’. ninguém apoiava, só três amigos gostaram da ideia. Engraçado que tudo mudou quando terminei a pintura muitos que não apoiaram diziam: ‘Nossa parabéns não esperava esse resultado’. Até mesmo meus pais curtiram. Mas o mais importante é que estou feliz com o carro”, conta.

Foto reprodução/FullPower

Segundo o cara, ele ainda quer mexer mais um pouco no carro. Colocar o aerofólio do GTI, refazer o porta malas e finalizar com o teto Rag Top. “Assim que o Gol ficar pronto, vou partir para o meu outro projeto, um Passat Village 1984 azul, que vai ter um motor bem forte”, finaliza.

Foto reprodução/FullPower
Foto reprodução/FullPower
Foto reprodução/FullPower
Foto reprodução/FullPower
Foto reprodução/FullPower
Foto reprodução/FullPower

Fonte: Revista Full Power Texto e fotos: Leonardo Figueira

COMPARTILHAR