Carro ou carroça? Conheça os 5 carros 0km mais lentos da atualidade

Se você é daqueles que fica incomodado com os motoristas que ficam empacando a pista da esquerda, é bem possível que se depare com alguns dos modelos da lista abaixo, os mais lentos vendidos atualmente no país tomando como base o tempo de aceleração de 0 a 100 km/h divulgado pelas fabricantes.  Como a relação entre peso e potência é o que mais conta para ter agilidade em acelerar, os sedãs com motor 1.0 aparecem em todas as posições dos piores do ranking de desempenho.

Não é à toa que os modelos de baixa cilindrada, aspirados, mais recomendáveis hoje em dia são hatches compactos, mais leves e adequados aos seus motores pequenos, simples e sem muita força. Se você sempre pega estrada e precisa ter um carro com desempenho pelo menos razoável para fazer ultrapassagens seguras, então fuja dos modelos da lista abaixo.

5 – Ford Ka+ 1.0 – 0 a 100 km/h em 14,1 segundos

Foto reprodução

A versão sedã do Ka se destaca pela economia de combustível, mas o desempenho deixa muito a desejar. Conforme a fabricante, o sedã compacto leva 14,1 segundos para ir de 0 a 100 km/h. Mas acredite, os tempos ficarão bem maiores enquanto a lista se estende.

O Ka+ deveria entregar bem mais do que isso, considerando que seu motor 1.0 é um dos mais potentes do segmento. São 85 cv de potência e 10,7 kgfm de torque a 3.500 rpm. Números equiparáveis aos do VW Voyage, por exemplo. A velocidade máxima é de 166 km/h. E a relação entre peso potência, de nada favoráveis 12 kg/cv.

4 – Renault Logan 1.0 Authentique – 0 a 100 km/h em 14,2 segundos

Foto reprodução

O caso do Renault Logan se repetirá ao longo da nossa lista. Espere por outros sedãs compactos 1.0 no decorrer da matéria. O modelo acelera de 0 a 100 km/h em 14,2 segundos, deixando apenas os próximos três carros de nossa lista para trás.

Na versão Authentique, a mais em conta, o Logan custa R$ 45.850. Seu motor 1.0 entrega 80 cv de potência e 10,5 kgfm de torque a 3.500 rpm, o que é  insuficiente para um desempenho satisfatório do sedã. Sua velocidade máxima fica na casa dos 160 km/h. E a relação peso-potência de 12,4 kg/cv é sofrível.

3 – Hyundai HB20S 1.0 –  0 a 100 km/h em 14,6 segundos

Foto reprodução

Ficamos surpresos com a presença do Hyundai HB20S em nossa lista. O compacto coreano não surpreende, mas tem comportamento ágil na cidade. Entretanto, acelera de 0 a 100 km/h em longos 14,6 segundos, com velocidade máxima de 160 km/h. A ruim relação entre peso e potência de 12,6 kg/cv é fato preponderante para a falta de fôlego.

A força, ou falta dela, vem de um motor 1.0 que entrega 80 cv de potência e 10,2 kgfm de torque, força que aparece em altos 4.500 rpm. O preço é salgado para um sedã que entrega tão pouco no desempenho. O comprador precisa desembolsar a partir de R$ 50.990 por ele, valor um pouco acima da média do segmento de sedãs com  motor aspirado, de 1 litro de cilindrada, por ter uma lista de itens de série ligeiramente mais caprichada, com chave canivete, repetidores de direção nos retrovisores e rodas de aro 15 polegadas desde a versão básica.

2 – Nissan Versa 1.0 – 0 a 100 km/h em 16 segundos

Foto reprodução

O sedã compacto da Nissan também é um dos carros mais lentos do Brasil com motor 1.0. Acelerando de 0 a 100 km/h em 16 segundos, o Versa fica bem abaixo do que se espera para um carro que pesa apenas 1.056 kg, mas que sofre com preocupante relação entre peso potência de 13,7 kg/cv.  A velocidade máxima é de 160 km/h.

Com motor 1.0, o Nissan Versa entrega sofríveis 77 cv de potência e 10 kgfm de torque. Para levar o compacto pra casa, você terá que deixar R$ 48.990 na concessionária. O preço é convidativo, uma vez que o sedã japonês entrega espaço interno equiparável ao de modelos maiores e bem mais caros. Mas é preciso ter cautela e paciência ao volante.

1 –  Fiat Grand Siena Attractive 1.0 –  0 a 100 km/h em 16,1 segundos

Foto reprodução

A medalha de ouro menos cobiçada entre os carros vendidos no Brasil vai para o Fiat Grand Siena Attractive 1.0. Ele leva o título de carro mais lento do País com louvor. São 16,1 segundos pisando fundo no acelerador para que o modelo da Fiat atinja 100 km/h, conforme os dados da fabricante. O sedã praticamente se arrasta para chegar nessa velocidade com a pior relação entre peso potência do segmento se sedãs compactos: 15,1 kg/cv, o que significa que cada cavalo vapor precisa levar mais de 15 kg, ante 5,9 kg de um VW Golf GTI, por exemplo, um dos melhores carros nacionais nesse quesito atualmente.

O motor já antiquado motor 1.0 justifica mau desempenho: apenas 75 cv de potência e meros 9,9 kgfm de torque a 3.850 rpm. Por R$ 44.990, o Siena perdeu espaço na linha da Fiat para a chegada do irmão mais novo, o Cronos. Por conta disso, o modelo que antes estava disponível nas opções 1.0, 1.4 e 1.6 fica restrito apenas aos dois primeiros. Se quiser mesmo levar um Grand Siena 1.0 para casa, saiba que se encher o enorme porta-malas de 520 litros, o desempenho do carro piora ainda mais.

Fonte: iG Carros