Como escolher o melhor creme facial para si?

66

Existem diversos itens que fazem parte dos cuidados que temos que ter com a pele. Sabonetes específicos, tônicos, cremes anti-idade, protetor solar. Mas, existe um produto que tem um papel fundamental na saúde e beleza da nossa pele: o hidratante. Os hidratantes podem ser encontrados em várias formulações: gel, loções, líquido, e o mais comum dos formatos, em creme. 

Porém, não pense que é apenas chegar em uma farmácia e levar o primeiro hidratante que ver pela frente. Cada tipo de pele, principalmente a pele facial, tem um tipo de hidratante correto, que evita acontecer o efeito rebote, ressecando mais a sua pele ao invés de repor a água.  

Esse artigo vai te ajudar a descobrir como escolher o melhor creme facial para si. 

Qual a função de um hidratante? 

O creme hidratante pode apresentar diversas funções, além da principal, que é repor água na pele e ajudar a pele a não perder a água, criando uma barreira que mantém a água na pele. Quando falamos principalmente da hidratação facial, pode ser um aliado na prevenção de rugas, como também na redução de manchas na pele. 

Mas então, Como escolher o melhor creme facial para você? 

1. Descubra qual o seu tipo de pele 

Existem 4 tipos de pele mais comuns: as secas, as oleosas, as mistas e as normais. 

Na pele seca existe uma menor produção das glândulas sebáceas, tendendo a deixar a pele com um aspecto mais opaco, marcas de expressão mais aparentes, e até mesmo a sensação de ressecada. Na pele seca, a necessidade é de um hidratante é indispensável. 

As peles normais também são aquelas que encontramos a hidratação na medida certa. Mas, isso não significa que não haja a necessidade de usar hidratantes.  

Já as peles oleosas se dão pela atuação maior das glândulas sebáceas, e quando não hidratada, o organismo pode entender que precisa produzir mais sebo, trazendo assim o efeito rebote.  

Nas peles mistas encontramos as características dos dois tipos de pele citados acima. Geralmente a zona T- região do nariz e testa- possui uma produção maior de sebo, enquanto o resto do rosto, possui uma produção normal ou diminuída. 

Para as peles secasa dica é optar por cremes hidratantes que possuam na sua formulação componentes como glicerina, manteiga, ou algum tipo de óleo. Os hidratantes que possuem efeito anti-idade são indicados para esse tipo de pele. 

Essa dica pode valer para as peles normais também. São peles que encontramos a hidratação na medida certa. Mas, isso não significa não usar hidratantes. As fórmulas mais oleosas, como as indicadas para peles secas, são as ideais, visto que as peles normais podem passam mais facilmente por ressecamento 

Já nas peles oleosas, com excesso de óleo apresentado em uma pele oleosao ideal é utilizar cremes hidratantes que possuam uma textura mais fluida e a sua formulação mais leve. O mais indicado são os cremes hidratantes à base de água. Então, aposte nos hidratantes que não apresentem tantos óleos na sua composição, que tenham uma fácil absorção, evitando assim o aspecto brilhoso e que prometam não obstrução dos poros. 

Em uma pele mista, aposte em hidratantes com dupla ação, ou seja, que tenham em sua fórmula, componentes que tragam a hidratação necessária para as partes do seu rosto que são secas ou normais e, que ao mesmo tempo, atue no controle da produção de sebo, que age principalmente na zona TEntão, optar em fórmulas mais leves e à base de água pode ser a melhor tática para a pele mista. 

Para complementar o poder de ação do seu hidratante para sua pele, escolha algum produto que além da hidratação, traga benefícios de tratamento para outros pontos. Procure aquele fator que mais te incomoda. São as olheiras, linhas finas, manchas? Foque em um ponto e, conversando com um especialista, escolha um creme que atenda também essa queixa.