Brasileiro “joga bagagem no teto” e põe Uno Mille na estrada para viagem de 20 mil km até os EUA

172

Você teria coragem de usar um bom e resistente Fiat Uno Mille ano-modelo 2001/2002 em uma longa e desafiante viagem de 20 mil quilômetros até os EUA?

Luiz Torelli, microempresário da cidade de Nova Odessa (SP) resolveu enfrentar esse desafio e vai até a Califórnia, nos Estados Unidos, de carro. Até o momento ele já percorreu quase 6 mil quilômetros do percurso, nesta semana está atravessando o Peru.

No lugar da tradicional escada, ele colocou um bom bagageiro no carro que lhe rendeu um considerável espaço para bagagem. Com fama de pau para toda obra e dotado de uma mecânica simples, o Fiat Uno encheu os olhos de Luiz. O motorzinho de 55 cv entrega 2 cv a menos de potência que o anterior e promete um consumo de 10 km/l na cidade e 17 km/l na estrada com gasolina. Portanto em uma viagem tão longa e com o combustível tão caro, economia não vai faltar.

De acordo com Renan Bandeira do MobiAuto, Torelli sonhava em viajar com um motorhome, mas esbarrou nos preços altos desse tipo de veículo. Assim, decidiu modificar o Uno que comprou em 2017 e criar o que chama de “Unohome”.

Segundo o empresário, a ideia surgiu como uma forma de curar a depressão. “No começo, nem sabia como cortar madeira. Mas peguei as ferramentas emprestadas com meu tio, comprei umas chapas de MDF [fibras de madeira compactadas] e comecei a construir um baú e a estrutura de uma cama”, explicou Torelli.

O paulista que narra toda a sua aventura no Instagram que você pode conferir no link do final do post, se deu bem com o trabalho manual. Tanto que, do Uno original, apenas o banco do motorista e as peças do painel foram mantidas.

275511838 267570762209237 662397848061289157 n
Foto reprodução: Um a Uno
277943277 325891856305768 4805934273020808517 n
Foto reprodução: Um a Uno
277998856 511863957213106 2144050616292015327 n
Foto reprodução: Um a Uno
cw 720 1
Foto reprodução: Um a Uno
cw 720
Foto reprodução: Um a Uno
image
Foto reprodução: Um a Uno

Fontes: Renan Bandeira/MobiAuto e Instagram