Nova geração da pickup Renault Oroch chega para turbinar segmento

418

Com previsão de lançamento em 2024, a segunda geração da picape Renault Oroch está gerando expectativas e especulações ao redor do mundo. A produção do veículo ocorrerá na fábrica de Santa Isabel, na Argentina, conforme revelado por José de Mendiguren, Secretário da Indústria e do Desenvolvimento Produtivo do Ministério da Economia do país platino.

Segundo Mendiguren, a Renault tem um ambicioso projeto de investimento no valor de 300 milhões de euros destinado à fabricação da nova picape Oroch, que se enquadra no segmento de meia tonelada. Esse segmento é atualmente atendido por importações, mas a Renault planeja nacionalizar parte da produção, com a incorporação de componentes nacionais em uma proporção estimada de 35% a 40%. Além disso, a montadora tem planos de exportar aproximadamente 65% da produção da picape Oroch.

A informação sobre o investimento substancial e os indícios da segunda geração da Renault Oroch despertaram o interesse da mídia internacional. Especula-se que a nova versão da picape receberá uma reestilização, incorporando elementos de design atualizados e possivelmente apresentando a identidade visual da marca Renault. Com a intenção de tornar a Oroch um modelo global, a montadora francesa estaria mirando em mercados como África do Sul e Austrália, expandindo assim seu alcance geográfico e buscando conquistar novos consumidores.

A Renault Oroch é uma picape compacta derivada do modelo Renault Duster. Desde seu lançamento em 2015, a Oroch ganhou popularidade em alguns mercados sul-americanos, devido à sua versatilidade e capacidade de carga. Com a segunda geração em desenvolvimento e a possibilidade de se tornar um modelo global, a Renault busca fortalecer sua presença no segmento de picapes, aproveitando a demanda crescente por veículos utilitários esportivos em todo o mundo.

Com o lançamento da nova Renault Oroch previsto para 2024, os entusiastas de picapes e os consumidores em geral aguardam ansiosamente para conhecer as inovações e aprimoramentos que a segunda geração trará. A expansão para mercados internacionais e a nacionalização de parte da produção demonstram a estratégia global da Renault e seu compromisso em fornecer veículos de qualidade e adequados às necessidades dos diferentes mercados ao redor do globo.

Detalhes da picape

A futura geração da Renault Oroch será construída com base na plataforma CMF-B, marcando uma mudança significativa em relação à atual versão, que compartilha a plataforma com o Renault Duster. A picape seguirá a nova identidade visual da marca, apresentando linhas próprias e distintas, refletindo a evolução do design da Renault.

Embora ainda não haja informações sobre a eletrificação da Oroch, espera-se que o futuro modelo seja equipado com o motor 1.3 TCe Turbo Flex, que já é oferecido na versão topo de linha da geração atual. Quanto ao câmbio, há a possibilidade de ser oferecido tanto um manual de cinco marchas quanto um automático CVT, proporcionando opções de transmissão aos consumidores.

É importante destacar que existe uma chance de a picape receber o propulsor 1.0 TCe Turbo Flex, que será produzido no Brasil a partir de 2024. Essa opção de motorização pode ampliar ainda mais o leque de escolhas para os potenciais compradores da Oroch.

Em relação à versão mais recente, a Oroch 2023, lançada no Brasil em abril de 2022, foi apresentada com reestilizações na grade dianteira e no para-choque, conferindo um visual atualizado ao veículo. A produção da caminhonete ocorre em São José dos Pinhais (PR) e oferece duas opções de motor: um 1.6 flex e um 1.3 turbo. O primeiro motor é combinado a um câmbio manual de seis marchas, enquanto o segundo é acoplado a um câmbio automático CVT com simulação de oito velocidades. É importante mencionar que a versão Outsider 4WD, disponível na Argentina, não está disponível no mercado brasileiro.

No passado, quando o Secretário da Indústria e do Desenvolvimento Produtivo da Argentina mencionou a produção da próxima geração da Oroch na fábrica de Santa Isabel, a Renault emitiu uma nota esclarecendo que o projeto ainda não havia sido aprovado até aquele momento. No entanto, a montadora continuava trabalhando para obter a aprovação do projeto, visando impulsionar sua capacidade exportadora a partir de 2024, alinhado ao plano estratégico da Renaulution, que foi apresentado pela marca dois anos antes. Essa declaração indica o compromisso da Renault em expandir suas operações e promover o crescimento da marca no mercado global.

O Conceituado design brasileiro KDesign AG se antecipou e projetou o que poderia ser a nova pickup, confira:

Projeção: KDesign AG
Projeção: KDesign AG
Projeção: KDesign AG
Projeção: KDesign AG
Projeção: KDesign AG
Projeção: KDesign AG

Fonte: Vrum

Quer saber mais sobre carros e acompanhar todas as novidades do Universo Automotivo? Então segue a gente no Google News!

Google News