Nova picape da Mercedes já tem data para chegar ao Brasil; veja quanto ela vai custar

Era para ser neste primeiro semestre de 2019, mas o lançamento da picape Classe X ainda vai demorar. Autoesporte procurou várias concessionárias da Mercedes-Benz para descobrir quando será o início das vendas, e todos os vendedores nos deram a mesma previsão: a picape só será lançada no fim do ano, possivelmente em novembro. A justificativa é de que houve um atraso na homologação do utilitário. Procurada pela redação, a montadora também confirmou que o projeto está atrasado, mas sem dizer o porquê.

Foto reprodução

A demora do lançamento em relação aos mercados europeus tem sua razão estratégica. Os países da América do Sul (incluindo o Brasil) receberão as unidades produzidas na fábrica do grupo em Córdoba, na Argentina. A produção está programada para começar neste início de ano. Ou seja, de uma forma ou de outra, a picape só chegaria às concessionárias daqui a uns meses. Como a procura anda alta, os vendedores lamentam.

A estimativa inicial era de valores entre R$ 180 mil e R$ 240 mil. Como o dólar norte-americano está mais estável, ainda apostamos nestes números. No momento, apenas as versões estão confirmadas: Pure, Progressive e Power. A picape já tem até um site dedicado no Brasil, com muitas informações.

Foto reprodução

Apesar dos questionamentos em torno do uso do diesel, a Classe X não fará experiências mecânicas. A picape deverá oferecer três opções de motores, sempre movidos pelo combustível fóssil. A opção de entrada Pure X220d usará o mesmo 2.3 da Frontier, porém ajustado pela engenharia da alemã e com apenas um turbo. Nesta configuração gera 163 cv de potência e 40 kgfm de torque, associado ao câmbio automático de sete marchas.

Na opção Progressive X250d, o motor 2.3 passa a contar com os dois turbos presentes na picape Nissan. A potência e o torque sobem a 190 cv e 45 kgfm, com a mesma transmissão de sete velocidades, que deverá ser padrão no modelo. Quem quiser um motor maior terá de pedir pela topo de linha Power X350d, que terá o 3.0 V6 turbo de 258 cv e 56 kgfm. Ao que parece, todas as combinações terão tração integral 4×4 e cabine dupla.

Ainda sem concorrentes entre as marcas de luxo, a Mercedes Classe X enfrentará versões de topo de Toyota Hilux, Volkswagen Amarok e cia. Estas, por sua vez, ganharão outra rival inédita derivada da Nissan Frontier: a Renault Alaskan. No fim do ano ainda virá a RAM 1500 para bagunçar a disputa na categoria.

Fonte: AutoEsporte

COMPARTILHAR