Nova pickup Chevrolet Montana chega com painel de Tracker e posição de dirigir elevada

63

A chegada da nova pickup Chevrolet Montana promete incendiar de vez a concorrência dentro do mercado automobilístico nacional. Uma das novidades da nova pickup é o painel emprestado do Tracker vendido na China. A Chevrolet confirmou que a Montana vai estrear o novo arranjo de central multimídia com a tela posicionada em uma moldura plástica que segue até o quadro de instrumentos.

Telas do Chevrolet Tracker RS — Foto: Reprodução/Kolesa

Se a picape seguir o caminho do SUV compacto chinês, as versões topo de linha devem trazer ainda um cluster digital. Cada uma das telas tem 10,8 polegadas. No vídeo divulgado pela Chevrolet brasileira não é possível ter essa certeza.

Além da cabine atualizada em relação ao Tracker, a Montana deve ter bancos exclusivos e posição de dirigir elevada. O vídeo ainda levanta a possibilidade de estofamento de couro marrom, cor que tem sido utilizada com alguma frequência por outras fabricantes.

Nova projeção de Kleber Silva antecipando a dianteira da Montana 2023 | Imagem: Kleber Silva/KDesign AG

Ao contrário das gerações anteriores, que brigavam no segmento de picapes de entrada, a nova Montana será posicionada um degrau acima, concorrendo com caminhonetes intermediárias (leia-se Fiat Toro e Renault Oroch).

A Chevrolet ainda não revelou os números, mas a picape deve ter aproximadamente 5 metros de comprimento e 1,80 m de largura. Segundo a marca, ela terá a cabine mais espaçosa da categoria, mas isso não quer dizer necessariamente que a distância entre-eixos irá superar os quase 3 metros da Toro.

As versões básicas terão lâmpadas halógenas e nos modelos mais caros a iluminação será full-LED. No único contato com a picape camuflada pudemos ver que o exemplar trazia rodas de 16 polegadas e pneus nas medidas 215/60, mas sabemos que as versões topo de linha vão oferecer rodas aro 17. Nesse caso, os pneus devem ser 215/45 ou 215/50.

Flagra da Chevrolet Montana — Foto: Gustavo Carnib/Autoesporte

A Montana terá o mesmo motor 1.2 turbo de três cilindros capaz de desenvolver 133 cv de potência e 21 kgfm de torque que equipa o Tracker. Assim como no SUV, também será acoplado ao câmbio automático de seis marchas.

A grande novidade é que a Montana terá versões com caixa manual de seis marchas. Será uma combinação inédita para esse trem de força, já que o Tracker não é oferecido com essa opção.

Foto reprodução

Na dianteira, os freios serão a disco e a suspensão é do tipo McPherson. Na parte de trás, a picape terá freio a tambor e suspensão por eixo de torção.

Um fato interessante é que a suspensão traseira da Montana é diferente da do Tracker. Na picape, o conjunto tem formato mais abaulado, provavelmente para compensar o balanço da caçamba. A Chevrolet não deu mais detalhes sobre essa preferência.

Com informações de André Paixão / AutoEsporte

Quer saber mais sobre carros e acompanhar todas as novidades do Universo Automotivo? Então segue a gente no Google News!

Google News