Passat GTS Pointer: Design apresenta projeto único e diferenciado

562

No cenário automobilístico brasileiro, o Passat fez sua entrada em 1974, um ano após a versão europeia ser lançada. Inicialmente, ele surgiu como um modelo fastback, disponível nas variantes standard e L, equipadas com um motor 1.5. A primeira carroceria disponível no Brasil foi a de duas portas, conferindo um estilo marcante e esportivo.

Em 1983, o Passat passou por uma notável evolução. A adição de quatro faróis retangulares contidos em molduras deu um toque estilístico distintivo ao veículo. Além disso, houve uma mudança de nomenclatura: o TS foi rebatizado como GTS, enquanto uma nova versão, a GLS, foi introduzida. O ano subsequente marcou uma fase de refinamento na nomenclatura das versões. A versão básica passou a ser conhecida como “Special”, o LS foi renomeado como “Village”, o GTS foi transformado em “GTS Pointer”, e logo em seguida, equipado com o motor 1.8 do Santana, o GTS Pointer recebeu uma injeção de potência. O LSE também ganhou um novo nome, passando a ser denominado “LSE Paddock”.

Em 1985, uma série de modificações estéticas foi aplicada ao Passat. Os para-choques envolventes, similar aos que posteriormente seriam adotados pelo Gol, conferiram uma aparência mais moderna e harmoniosa. As lanternas traseiras também foram redesenhadas, adotando um estilo frisado. Nesse mesmo período, as versões de três portas e o modelo LSE foram descontinuados, refletindo a constante busca por aprimoramento da linha.

No ano de 1988, a produção do Passat chegou ao seu término no Brasil, marcando o fim de uma era icônica do automobilismo nacional.

Demonstrando uma abordagem ousada e criativa, o designer brasileiro Rob3ert Design decidiu explorar novas fronteiras e criar uma interpretação única e exclusiva do Passat GTS Pointer. Essa releitura notável e diferenciada do lendário carro da Volkswagen, que já havia deixado uma marca indelével na história automotiva do Brasil, ganhou vida.

Nas imagens a seguir, você terá a oportunidade de conferir em detalhes essa versão distinta e emocionante que celebra a rica herança do Passat e a paixão contínua pela inovação no universo automobilístico.

Passat GTS Pointer / Foto reprodução / Robert Design
Passat GTS Pointer / Foto reprodução / Robert Design
Passat GTS Pointer / Foto reprodução / Robert Design
Passat GTS Pointer / Foto reprodução / Robert Design
Passat GTS Pointer / Foto reprodução / Robert Design
Passat GTS Pointer / Foto reprodução / Robert Design
Passat GTS Pointer / Foto reprodução / Robert Design
Passat GTS Pointer / Foto reprodução / Robert Design
Passat GTS Pointer / Foto reprodução / Robert Design

A chegada do Passat ao Brasil representou um marco significativo na história da indústria automobilística do país. Em 1974, a Volkswagen introduziu o Passat no mercado brasileiro, um ano após seu lançamento na Europa. Essa decisão foi motivada pelo desejo da empresa de oferecer um carro moderno, elegante e eficiente para atender às demandas do público brasileiro.

O Passat foi recebido com entusiasmo, uma vez que apresentava um design inovador e características técnicas avançadas para a época. Seu estilo fastback, com linhas aerodinâmicas e proporções equilibradas, conquistou a atenção dos consumidores. Além disso, o carro incorporava tecnologias que eram incomuns no mercado nacional naquela época, como suspensão independente nas quatro rodas e motores mais eficientes.

O modelo inicialmente oferecido no Brasil estava disponível em versões de duas portas, com os modelos standard e L. O motor 1.5 litro era a opção de propulsão, adequado para as necessidades de desempenho e economia de combustível daquele momento.

Com o passar dos anos, o Passat passou por diversas evoluções e atualizações para se adaptar às preferências e às mudanças no mercado brasileiro. Novas versões foram introduzidas, como o GTS, que se tornou uma referência em esportividade e desempenho.

A chegada do Passat ao Brasil também trouxe consigo a disseminação de elementos de design e tecnologia que influenciaram outros modelos da Volkswagen e de outras montadoras no país. Seu impacto foi sentido tanto no mercado de automóveis quanto na cultura automotiva brasileira, contribuindo para a constante evolução do setor.

O Passat não apenas trouxe inovação e modernidade para o Brasil, mas também conquistou uma base de fãs dedicada ao longo dos anos. Sua trajetória no país é marcada por sua capacidade de se adaptar às mudanças e às expectativas do público, consolidando seu status como um ícone na história dos carros produzidos localmente.

Quer saber mais sobre carros e acompanhar todas as novidades do Universo Automotivo? Então segue a gente no Google News!

Google News