5 carros brutais que vão mudar de geração em 2018

O ano de 2018 será repleto de lançamentos de vários segmentos. Também vai ter mais uma edição do Salão do Automóvel, no São Paulo Expo, em novembro. Entre as novidades estarão alguns modelos que vão mudar de geração, cujos detalhes você pode conferir abaixo. É bom levar em conta que estamos considerando apenas os carros que terão mudanças completas, o que inclui uma nova arquitetura estrutural e não apenas retoques no desenho.

1 – Volkswagen Jetta

Foto reprodução

 O sedã médio da marca alemã vai ser uma das principais atrações do Salão de Detroit (EUA), entre os dias 13 e 28 de janeiro e deverá chegar ao Brasil no fim do ano. Passará a contar com a mesma base MQB usada em diversos carros do Grupo Volkswagen, entre os quais o Golf e o Audi A3 Sedan. Como mostra o esboço adiantado pela fabricante, o carro também vai ganhar um desenho mais arrojado e com caráter esportivo reforçado, seguindo o estilo adotado o sedã mais sofisticado da marca disponível no mundo, o Arteon.

Além da aparência, o Jetta vai contar com algumas mudanças no conjunto mecânico. Uma delas ficará por conta do câmbio automático, com oito marchas, com trocas suaves e que vai contribuir tanto com a redução tanto do consumo e quanto do nível de ruído, além do aumento do desempenho. Os motores continurão sendo os mesmos turbinados oferecidos hoje em dia com 1.4 ou 2.0 litros de cilindrada, que rendem até 150 cv e 220 cv, respectivamente.

 2 – Honda CR-V

Divulgação
Honda CR-V: nova geração do carro é maior e mais eficiente que o anterior, de acordo com a marca japonesa

 O SUV contará com a mesma identidade visual adotada no Civic, com linhas mais arrojadas. Entre os detalhes mais marcantes estarão os vincos na lataria, principalmente os que vão no capô e na linha de cintura, vindo da lateral traseira. Além disso, o carro ficará maior, com entre-eixos de 2,65 metros (4 cm a mais que o CR-V anterior) e porta-malas de impressionantes 1.104 litros sem precisar rebater os encostos dos bancos traseiros, isso conforme as informações fornecidas pela fabricante japonesa.

Por dentro, a nova geração do utilitário esportivo terá painel de instrumentos digital e uma nova central multimídia com tela sensível ao toque, de 7 polegadas, Na lista de equioamentos haverá itens sofisticados, como alertas de ponto cego, mudança de faixa e de iminência de colisão, bem como piloto automático adaptativo, que mantém a distância do carro que segue à frente. Faróis de LED e abertura do porta-malas por sensor (o que é útil quando as duas mãos estão estiverem ocupadas levando bagagem) também estarão entre os destaques.

Divulgação
Jeep Wrangler 2018: mudanças significativas, apesar de parecer estar com quase a mesma aparência do modelo anterior

 A Jeep vai trazer a nova geração do SUV ao Brasil no fim do ano com mudanças significativas. Já começa com o novo motor 2.0, turbo, de 268 cv e uma estrutura completamente nova, o que ajudou a reduzir o peso do carro em mais de 90 kg na comparação com o anterior. Com isso, ficará clara a evolução do modelo em diversos aspectos, inclusive no menor consumo de combustível e no desempenho, mais notadamente ao contornar curvas, uma vez que a leveza do conjunto contribui com a menor transferência de peso de um lado para o outro.

O interior bem mais moderno vai incluir multimídia com tela de 5,7 polegadas polegadas e opção de 8,4, que incluem Apple CarPlay, Android Auto e ponto para WiFi, com duas entradas USB e duas tomadas 12V. O carro estará disponível em quatro versões: a Sport, Sport S, Saara e a Rubicon, pelo menos no mercado americano. Ainda não há informações sobre quais vão estar à venda no Brasil. O certo é que vão oferecer modelos com tração 4×4 controlado eletronicamente.

4 – BMW X3

Divulgação
BMW X3: mais luxuoso e sofisticado, o SUV vai chegar ao Brasil no primeiro semestre de 2018

A nova geração do X3, prevista para chegar ao Brasil no primeiro semestre,  terá grade frontal mais comprida e farois ovalados entre as mudanças no visual. O carro também terá distância entre-eixos 3 centímetros maior e um interior parecido com o do luxuoso sedã da Serie 7, inclusive no que se refere ao nível de acabamento. Requintes como teto solar elétrico e bancos traseiros com regulagens individuais também vão fazer parte das novidades. Como não podia deixar de ser, o multimídia também será caprichado, com tela de 12,3 polegadas, de alta resolução e GPS embutido, entre outros recursos.

O novo SUV será oferecido nas versões M40i e xDrive30i X-Line, a primeira virá com o novo motor M Performance, de seis cilindros em linha, de 3.0 litros de cilindrada, 360 cv de potência e 50 kgfm de torque máximo, enquanto o outro é equipado com quatro cilindros em linha, de 2 litros de 252 cv  e 35 kgfm. Ambos contam com câmbio automático de oito marchas e tração integral. Apesar de recentes expectativas sobre uma motorização a diesel, ela continua sem notícias.

5 –  Porsche Cayenne

Divulgação
Porsche Cayenne: recursos sofisticados foram adotados para deixar a tocada do SUV parecida com a de um cupê

Assim como o Wrangler, o novo Cayenne vai estrear no Brasil no fim do ano. Na versão topo de linha Turbo, terá motor V8 de 550 cv, potência para acelerar de 0 a 100 km/h em 4,1 segundos e atingir 286 km/h, conforme a fabricante. A nova estrutura incluirá recursos como eixo traseiro directional e controle de rolagem da carroceria, o que vai ajudar a dar um desempenho nas curvas parecido com o de um cupê, pelo o que foi constatado nos testes dinâmicos da marca alemã sediada em Stuttgart.

Os faróis que usam apenas LED no lugar das lâmpadas convencionais, bem como rodas de aro 21 montadas em pneus 285/40R na frente e 315/35 R na traseira também deverão chamar atenção. Ponto interessante também é defletor de teto adaptativo como parte de sua aerodinâmica ativa. Dependendo da posição, ele otimiza a eficiência, aumenta a pressão aerodinâmica sobre o eixo traseiro e, na posição de freio aerodinâmico, encurta a distância de frenagem em alta velocidade. O resultado é que numa frenagem total a 250 km/h, o SUV consegue parar até dois metros antes.

Fonte:  iG Carros

COMPARTILHAR