Lendário “Porsche de Paul Walker” está abandonado na China há nove anos

495

Como alguém seria capaz de abandonar um raro exemplar de um Porsche que só teve 1.270 unidades produzidas, sendo que uma delas infelizmente foi destruída no mesmo acidente que tirou a vida do ator Paul Walker?

por1
Reprodução/@cheongermando

O modelo abandonado do Porsche Carrera GT é apenas um de três pintados na cor Vermelho Zanzibar Metálico. O lendário carro foi deixado em uma antiga concessionária multimarcas em Guangzhou, na China, o Porsche Carrera GT foi abandonado há nove anos. O modelo está em perfeitas condições, apenas sob uma bela camada de poeira.

A concessionária no qual o carro estava foi fechada de 2011 para 2012, quando o governo chinês apertou as leis anticorrupção o que levou também a um freio no consumo de itens de luxo, como carros esportivos.

por2
Reprodução/@cheongermando

Porsche Carrera GT (Project Code 980) é um carro esportivo de motor médio que foi fabricado pela fabricante alemã de automóveis Porsche de 2004 a 2007.  Sports Car International nomeou o Carrera GT em primeiro lugar em sua lista dos Melhores Carros Esportivos dos anos 2000, e o número oito na lista Top Sports Cars of All Time. Por sua tecnologia avançada e desenvolvimento de seu chassi, a revista Popular Science concedeu-a o prêmio “Best of What’s New” em 2003.

por3
Reprodução/@cheongermando

O desenvolvimento do Carrera GT pode ser rastreado até os carros de corrida 911 GT1 e LMP1-98. Devido, em parte, às mudanças nas regras da FIA e da ACO em 1998, ambos os projetos terminaram. A Porsche na época havia planejado um novo protótipo de Le Mans para a temporada de 1999.

Inicialmente, o carro tinha a intenção de usar um motor turbo-seis, mas depois foi redesenhado para usar um novo motor V10,empurrando o projeto de volta à conclusão planejada em 2000. O V10 foi uma unidade secretamente construída pela Porsche para a equipe footwork de Fórmula 1 em 1992, mas mais tarde arquivada. O motor foi ressuscitado para o protótipo de Le Mans.

O projeto foi cancelado após dois dias de testes para o primeiro carro, em meados de 1999, principalmente devido ao desejo da Porsche de construir o SUV Cayenne com envolvimento da Volkswagen e da Audi, exigindo assim que a expertise em engenharia fosse retirada da divisão de automobilismo. Também foi especulado que o presidente da VW-Audi, Ferdinand Piëch, queria que o novo Protótipo Le Mans da Audi, o Audi R8,não enfrentasse a concorrência da Porsche em 2004.

A Porsche manteve viva parte do projeto usando o V10 5.5 L do protótipo em um carro conceito chamado Carrera GT mostrado no Salão de Paris de 2000, principalmente na tentativa de chamar a atenção para sua tela. O surpreendente interesse pelo veículo e o fluxo de receita fornecidos do Cayenne ajudaram a Porsche a decidir produzir o carro, e o desenvolvimento começou em uma versão legal rodoviária que seria produzida em pequeno número na nova fábrica da Porsche em Leipzig. A Porsche iniciou uma produção do Carrera GT em 2004. O primeiro Carrera GT foi colocado à venda nos Estados Unidos em 31 de janeiro de 2004.

Originalmente, uma produção de 1.500 carros foi planejada. No entanto, a Porsche anunciou em agosto de 2005 que não continuaria a produção do Carrera GT até 2006, citando que a descontinuação se deveu à mudança nas regulamentações do airbag nos Estados Unidos. Até o final da produção, em 6 de maio de 2006, mais de 1.270 carros haviam sido vendidos, com um total de 644 unidades vendidas nos Estados Unidos e 31 unidades vendidas no Canadá. No Reino Unido, 49 unidades foram vendidas.

Fontes: WIKIPÉDIA E UOL CARROS