Morador de Campo Grande mantém coleção de carros antigos no quintal de casa

6

No quintal de sua casa, Miguel Mangieri, um piloto de corrida de 61 anos, orgulhosamente exibe sua coleção de carros antigos ao ar livre. Entre as preciosidades que enchem de história e significado o coração de Miguelito, como é conhecido, estão exemplares como o Opala 1987, o Fusca 1967 e o Gordini 1964. Esses veículos, que conquistaram gerações devido ao seu charme e status, agora enfrentam as intempéries do tempo e a falta de restauração, mas continuam a contar suas histórias. As informações são de Jéssica Fernandes, do Campo Grande News.

Foto: Paulo Francis / Campo Grande News
Foto: Paulo Francis / Campo Grande News

Desde os 15 anos de idade, quando começou a participar de corridas, os carros se tornaram o assunto favorito desse homem apaixonado por velocidade. Apesar de ter nascido em uma família de fazendeiros, Miguelito decidiu seguir sua paixão pelos motores antigos e pelas competições automobilísticas, deixando para trás a vida com o gado e as propriedades rurais.

Foto: Paulo Francis / Campo Grande News
Foto: Paulo Francis / Campo Grande News

Além de se dedicar à carreira de piloto, Miguel passou metade de sua vida comprando carros para restaurar e revender. Hoje, ele já perdeu a conta de quantos carros reformou e repassou para outros proprietários, mas estima que o número chegue a cerca de 60. Graças a essas duas profissões, o piloto se tornou um especialista em veículos, independentemente da marca, modelo ou ano.

Foto: Paulo Francis / Campo Grande News
Foto: Paulo Francis / Campo Grande News
Foto: Paulo Francis / Campo Grande News
Foto: Paulo Francis / Campo Grande News

No entanto, houve um momento em que Miguel precisou fazer uma escolha difícil. Ele relatou que, à medida que seu pai italiano ficava mais velho e doente, teve que ir para a Bolívia cuidar das fazendas da família, deixando seus carros antigos abandonados. Essa separação forçada foi uma prova do amor e do compromisso que ele sentia tanto pelos carros quanto pela família.

Foto: Paulo Francis / Campo Grande News
Foto: Paulo Francis / Campo Grande News

Ao retornar ao Brasil, Miguelito tinha recursos financeiros para restaurar sua coleção, mas deparou-se com desafios. A mão de obra qualificada para a restauração era escassa, as peças necessárias eram caríssimas e o processo de restauração em si tornou-se financeiramente inviável. “Quando voltei, desejei restaurar tudo e ainda tinha algum dinheiro, mas não havia mais mão de obra disponível, o material era extremamente caro e a restauração em si era um investimento muito elevado”, conta ele.

A coleção de carros de Miguel não se restringe apenas aos aproximadamente 30 veículos no quintal de sua residência no Bairro Coopharádio, em Campo Grande, Mato Grosso do Sul. Em outra parte da cidade, ele possui uma oficina que abriga os demais automóveis, que são uma combinação de modelos antigos e mais recentes. Somando tudo, Miguelito possui aproximadamente 100 carros em sua coleção, cada um com sua própria história para contar.

Foto: Paulo Francis / Campo Grande News
Foto: Paulo Francis / Campo Grande News

Conforme o colecionador relata, os carros despertam muita atenção das pessoas que passam pela rua. Algumas param para admirar, fazer perguntas e descobrir a história por trás de cada veículo, enquanto outras até mesmo fazem propostas de compra. No entanto, Miguelito prefere não receber visitantes em sua casa: “No começo, isso me incomodava, porque esses carros não são mais encontrados facilmente. Surgiram pessoas que achavam que eu era louco, que eu estava apenas colecionando ferro-velho”, diz ele, rindo.

Quanto às condições dos carros, Miguel lamenta não poder fazer mais por eles. “Eles vão morrendo aos poucos. É uma batalha constante, um sacrifício, e até meus próprios filhos não se interessam”, desabafa com pesar. Esses carros, que representam uma vida dedicada à paixão por automóveis e corridas, são uma herança que Miguel deseja preservar, mas ele enfrenta desafios diante do custo elevado da restauração e da falta de interesse dos mais jovens em manter viva essa história sobre rodas.

Foto: Paulo Francis / Campo Grande News
Foto: Paulo Francis / Campo Grande News
Foto: Paulo Francis / Campo Grande News
Foto: Paulo Francis / Campo Grande News
Foto: Paulo Francis / Campo Grande News
Foto: Paulo Francis / Campo Grande News
Foto: Paulo Francis / Campo Grande News
Foto: Paulo Francis / Campo Grande News

Fonte: Campo Grande News

Quer saber mais sobre carros e acompanhar todas as novidades do Universo Automotivo? Então segue a gente no Google News!

Google News