Os 10 carros mais odiados pelos mecânicos

Jornal do Carro ouviu alguns mecânicos de São Paulo para saber quais são os carros que eles mais ‘odeiam’, ou seja, que não quebram nunca e deixam eles sem trabalho. O Volkswagen Gol continua a ser uma referência. Apesar de não ser mais o líder de vendas do País, ele manteve a sua robustez e raramente dá problema.

Foto reprodução

Grande rival do Gol e líder de mercadeo disparado, o Onix se destaca por ter um mecânica simples e robusta. Se for bem cuidado, nunca vai para a oficina.

 

Foto reprodução

Rei dos sedãs, o Corolla, segundo os mecânicos, só precisa que se troque as peças de desgaste natural. Problemas que levem ele a uma oficina são raríssimos.

Foto reprodução

É o mesmo caso do Honda Fit. Por perfil, segundo os mecânicos, é um carro que só roda na cidade, poucas distâncias. Como é robusto, fica quase impossível ver um parado para conserto.

Foto reprodução

Versão sedã do Onix, herda todas as suas qualidade mecânicas e também é muito confiável.

Foto reprodução

Feito para ser uma espécie de Gol da Hyundai, o HB20 segue sua inspiração até na robustez. Raramente dá algum tipo de problema que faça com que fique parado.

Foto reprodução

Ele pode até não ser bonito, mas é um belo carro mecanicamente. E comprova isso ao nunca estar em uma oficina parado.

Foto reprodução

A Strada é a picape de trabalho da Fiat, deixando para a Toro os passeis na cidade. Ela tem mostrado que aguenta o tranco sem dar defeito grave.

Foto reprodução

O SUV compacto da Honda mostra a mesma confiabilidade do Fit. Apesar de ser mais testado em terrenos mais acidentados, aguenta o tranco e praticamente não apresenta um defeito grave.

Foto reprodução

O Ka não teve o problema com o câmbio Powershit que seus irmãos tiveram. Por isso, é o Ford que menos foi parar em oficinas do Brasil.

Foto reprodução